30 de agosto de 2008

Bendito seja Lavoisier

o homem destrói
o homem se perde

o homem desgasta o mundo
e a si

na esperança
de que tudo se transforme