17 de maio de 2010


a pá
da  ciência
    lavra

a sapiência

6 comentários:

  1. Uma pá lavra
    a minha poesia.
    Gostei da sua pazada poética.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. lavoura arcaica? ou pós-moderna? ora, pois

    ResponderExcluir
  3. E carrega para dentro o sentido perdido! Abs meu caro.

    ResponderExcluir